Imobilizados: por que a atualização deles é tão importante?

As contas do ativo representam os bens e direitos da empresa, sendo organizados em ordem decrescente do grau de liquidez.
As contas do ativo são classificadas em dois grandes grupos: ativo circulante e ativo não circulante. Neste último, estão contemplados os imobilizados da empresa, que são os bens e direitos utilizados na atividade operacional da organização. Inclusive, a venda de qualquer um destes elementos – sem a devida reposição – poderá prejudicar (ou até mesmo paralisar) a atividade operacional da empresa. Assim, como exemplos de ativos não circulantes (tangíveis) salientamos: terrenos, construções e obras em andamento.
Neste caso, qual a importância da atualização sobre o status deste imobilizado da empresa?
O valor do imobilizado, contido no Ativo Não Circulante, faz parte do Balanço Patrimonial da empresa. Portanto, a veracidade deste balanço está atrelada também a informações precisas e atualizadas sobre os imobilizados, incluindo, por exemplo, compra (destacando a forma de pagamento), venda, benfeitoria e depreciação.

Depreciação

A depreciação é a diminuição do valor de determinados bens ocasionada por uso, obsolescência ou por seu desgaste natural. Inicia quando o bem é instalado,

Ler Artigo »